TI Verde e os benefícios sociais

6 04 2015

ti-verde

Na realização do I Seminário de Pesquisa “Tecnologias Computacionais e Qualidade de Vida”, realizado no dia 11/03/2015 pelo Colegiado de Sistemas de Informação da FTC Vitória da Conquista, após a apresentação da linha de pesquisa “Computação Verde”, foram feitas perguntas que, pelo pouco tempo que tínhamos, não puderam ser respondidas a contento. Resolvi então, usar o blog para apresentar as respostas às questões.

Ao apresentar a TI Verde, associou-se o termo “sustentabilidade”, sendo este um conceito que abrange diversas dimensões, apresentadas por Ignacy Sachs*, mas cujo aspecto tem se voltado a três que constituem, segundo expressão de John Elkington**, os três pilares (“triple bottom line”), e que são as dimensões ambiental, econômica e social. O estudante então, ao final da explanação, queria saber se havia alguma informação sobre os benefícios trazidos pela TI Verde, considerando o aspecto social, em números.

As questões sociais são muito amplas e deve-se pensar em que situações podemos associar benefícios sociais trazidos pela TI Verde. Em se tratando de práticas que visam ao  atendimento de critérios de sustentabilidade, é necessário ainda analisar quais as dimensões sociais que estão diretamente ligadas à indústria de tecnologias da informação e ao uso destas. Esta resposta, entretanto, não pretende esgotar esta análise, apenas sugerir alguns destes benefícios.

As práticas de TI Verde: abordagens “Tática Incremental” e “Estratégica”

Uma organização que decide assumir as práticas de TI Verde e escolhe num primeiro momento a abordagem “Tática Incremental”, implementará ações na empresa que visam a redução no consumo (energia, insumos – papel, tinta, toner etc.), manutenções para prolongar a vida útil de equipamentos de informática, reuso de equipamentos e componentes eletroeletrônicos. Neste momento, inicia para toda a organização, um processo de esclarecimento de todos os trabalhadores desta, sobre as boas práticas de gerenciamento de energia e consumo consciente, com o máximo aproveitamento dos recursos que são adquiridos, como por exemplo:

  • impressão apenas de documentos que serão arquivados fisicamente;
  • revisão (antes de imprimir) dos documentos para evitar desperdício de papel;
  • uso de fontes (conjunto de caracteres) que consomem menos tinta;
  • impressão em ambos os lados do papel – quando possível;
  • recondicionamento de insumos para evitar o descarte de resíduos ainda aproveitáveis (cartuchos e toners).

Este processo de conscientização do cidadão já é algo de valor para o indivíduo, uma vez que inicia (ou continua) uma Educação Ambiental que levará para sua vida pessoal, aplicando o conhecimento em evitar o desperdício e em fazer consumo consciente. Mostrando que o retorno é financeiro, isto é, economia de energia resulta em conta de luz mais baixa e prolongamento de vida útil do equipamento, mesmo obsoleto, evita a compra desnecessária (portanto, desperdício) de equipamentos eletroeletrônicos, pode ser o incentivo que o cidadão procura para aderir às tais práticas.

Em se tratando de abordagem “Estratégica”, o indivíduo poderá incorporar, às suas práticas pessoais, o planejamento para o uso de eletroeletrônicos adotado pela organização. Por planejamento, aqui mencionado, deve-se entender que a finalidade para a qual o equipamento será adquirido definirá a dimensão deste, e consequentemente, o valor a ser pago pelos recursos tecnológicos que serão adquiridos. Ou seja, compre o computador que você precisa para fazer as suas tarefas de trabalho, ou atividades de lazer, com a configuração necessária, e não “o melhor e mais veloz computador da loja”.

A ideia de estabelecer o quanto de recursos necessitamos antes de adquirir produtos e serviços mostra-se benéfico para o cotidiano das pessoas pois  conseguimos evitar o consumo desnecessário e, consequentemente, o desperdício de recursos financeiros e tecnológicos.

Um outro aspecto a ser destacado na abordagem “Estratégica”, é a escolha dos fornecedores. Alguns indicadores apontam fabricantes, e seus respectivos produtos, que atendem a critérios considerados sustentáveis, e por estes critérios pretende-se que haja preocupação social, ambiental e econômico. Para reconhecimento destes critérios, é necessário que existam ações que evidenciem tais preocupações e comprovem a prática.

Com a forte tendência de terceirização dos processos de produção, algumas organizações contratam fornecedores de peças, e demais componentes de seus produtos, em diversos países onde a mão de obra seja mais barata, a fim de, entre outras coisas, diminuir os custos de produção. Entretanto, a política de seleção e contratação destes deve ser estabelecida de forma clara para evitar que, por exemplo, em sua cadeia de fornecedores estejam empresas que utilizem trabalho em condições análogas à de escravidão – condição social não desejável e totalmente contrária à dimensão social da sustentabilidade.

Para que todos os itens que devem ser avaliados estejam claros, é necessário que todas as organizações criem uma Política de Gestão Ambiental (processo com norma internacional ISO) e comunique à sociedade, além de possíveis consumidores e fornecedores, criando a imagem que ela deseja vincular à sua marca.

Considerando todos os aspectos apresentados acima, torna-se difícil uma quantificação dos benefícios resultados da implantação das práticas de TI Verde e que, devido às características de resultados em médio e longo prazo, estes serão percebidos individualmente e que, só poderão ser medidos se comparados com cenários anteriores à implantação de tais práticas, sejam organizacionais ou individuais. Ao escrever esta resposta, eu não pretendi esgotar a discussão sobre esse tema, de modo que contribuições serão bem-vindas, sempre.

Uma outra pergunta queria saber sobre o que faria uma organização adotar as práticas de TI Verde, pergunta que será respondida em outro post deste blog.

 

* SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2009

** ELKINGTON, John. Canibais com garfo e faca. São Paulo: Makron Books, 2001

Anúncios




Grupo de Pesquisa de Sistemas de Informação: edital aberto.

9 02 2015

 

Atenção estudantes!

Encontra-se aberto o Edital para participação no Grupo de Pesquisa “Tecnologias Computacionais e Qualidade de Vida”, do colegiado de Sistemas de Informação da Faculdade de Tecnologia e Ciências de Vitória da Conquista.

Poderão inscrever-se no Processo Seletivo, acadêmicos regularmente matriculados do 1º ao 8º semestres de 2015.1 e egressos dos Cursos de graduação da FTC.

A inscrição é obrigatória para os estudantes matriculados em TID (I, II, III e IV) e TCC (I e II) e deverá ser feita no período de 09/02/2015 a 24/02/2015.

Estudantes terão quatro linhas de pesquisa para desenvolver seus trabalhos para as disciplinas TID e TCC:

  • Informática na Educação;
  • Computação Verde (TI Verde);
  • Desenvolvimento de Software;
  • Software Livre.

Para mais informações, entre em contato com a Coordenação do curso pelo telefone 77 3422-8845.

Faça aqui a sua inscrição:





Segurança da Informação – o que é?

10 11 2014

security-600x340

 

No dia 27/11/2014 acontecerá na FTC de Vitória da Conquista o I Workshop de Segurança da Informação. O I WSI é uma realização do Colegiado de Sistemas de Informação e visa discutir acerca deste tema de grande relevância e atualidade, com os estudantes e profissionais da área de Computação e Informática de nossa cidade.

Mas você sabe exatamente o que é Segurança da Informação?

Para Milton Ferreira, Analista de Segurança da Informação e Sistemas, “Segurança da Informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor que possuem para um indivíduo ou uma organização”. Com o aumento do número de usuários dos equipamentos de Tecnologia de Informação e uma crescente participação das redes de computadores em nosso cotidiano, esta é uma preocupação que deve tomar um pouco do nosso tempo para conhecer mais a respeito.

Para ler o artigo completo do Analista de Segurança da Informação e Sistemas, Milton Ferreira, acesse este link.

Sobre o I Workshop de Segurança da Informação, curta a nossa página do Facebook e acompanhe as novidades.





ENADE 2014 – Provas e Gabaritos

2 11 2014

 

 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP, realizadora do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE, disponibiliza suas provas e gabaritos após a sua realização para divulgar aos estudantes como estes são avaliados.

A área de Computação e Informática, antes de 2014, foi avaliada nos anos de 2005, 2008 e 2011.

Você poderá baixar as provas e os gabaritos destas, e verificar como anda o seu desempenho, de acordo com os conteúdos que são exigidos nestas avaliações. Vejam aqui:

ENADE 2005: Prova | Gabarito | Questões comentadas

ENADE 2008: Prova | Gabarito | Questões comentadas

ENADE 2011: Prova | Gabarito | Questões comentadas

O bom resultado do ENADE garante uma boa nota ao curso e o diploma que o estudante receberá deste curso garantirá a qualidade da origem dos seus estudos.

Os estudantes que participarão da prova deverão apresentar-se no local definido pelo Inep, às 12h15min (horário oficial de Brasília) do dia 23 de novembro de 2014, para localizar a sala, assinar a lista de presença e cumprir outras formalidades, munidos de documento oficial de identificação (com fotografia). A prova terá início às 13 horas (horário oficial de Brasília) e não será permitida a entrada no local da prova após esse horário. A participação no Enade 2014 será atestada a partir da assinatura do estudante na lista de presença de sala e no cartão de respostas às questões objetivas da prova.

Se você ainda não tem certeza se fará, veja a lista com os nomes dos inscritos que farão a prova aqui





Biblioteca Digital Brasileira de Computação – BDBComp.

10 03 2013

 

BibliotecaDigital

 

A Sociedade Brasileira de Computação – SBC, mantém uma biblioteca digital das publicações relacionadas à área de Computação e Informática, em periódicos ou eventos.

Segundo a própria página, a BDBComp possui atualmente 11072 trabalhos publicados em periódicos nacionais e anais de eventos realizados no Brasil.

Os artigos estão em português ou inglês, a depender da publicação, e podem ser baixados gratuitamente.

Amplie seus horizontes e faça leitura de artigos da área, atualizando seus conhecimentos e levando para discussão em sala de aula.

 





Empreender. Você sabe o que é isso?

28 09 2012


Algumas pessoas simplesmente torcem o nariz quando falamos em ser empreendedor. “Não vou sair por aí arriscando meu dinheiro!”, dizem. Outros até dizem ter vontade: “Mas, vou abrir uma empresa de quê?”, perguntam. Alguns simplesmente passam a vida dizendo que devemos ser empreendedores, sem ao menos informar claramente o que é uma atitude ou ação empreendedora.

Pelas características de formação do bacharel em Sistemas de Informação, cujo perfil é definido como atividade meio, as ações que podem ser desenvolvidas como atividades profissionais são muitas, mas antes, deve-se compreender qual a importância do corpo de conhecimento definido para sua formação neste curso e, consequentemente, adquirir o máximo de conhecimento possível em cada componente curricular que fundamentará o corpo de conhecimentos necessários ao bom profissional da área.

São várias as possibilidades para o estudante da área de TI. Um primeiro passo é identificar qual área lhe atrai mais e em que ele deve concentrar mais seus esforços em aprender em profundidade, tanto na faculdade quanto em outros cursos de aperfeiçoamento.

Existem várias histórias para inspirar novos empreendedores, mas uma em particular chama atenção para a área de Computação e Informática: o da jovem brasileira Bel Pesce, que estudou no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), criadora da Lemon e escritora do livro “A menina do Vale”. E ela só tem 24 anos…

Conheça a história da Bel Pesce aqui e baixeo seu livro aqui (gratuitamente), para inspirar-se e tornar-se, quem sabe, um novo sucesso ao empreender as suas ideias. Fique sabendo que empreender não é só criar empresas…

Este post foi escrito após uma indicação do ex-aluno do curso de Sistemas de Informação, @marcioamarall, hoje morando na cidade de São Paulo e com ótima visão de mercado e da vida 🙂

Boa leitura!!





Participe você também, inscreva-se no V simSIS.

18 09 2012

 

 

Está no ar o site do V Simpósio de Sistemas de Informação da FTC Vitória da Conquista.

O evento chega à sua quinta edição com o tema “Tecnologia, Inovação e Sustentabilidade”, uma discussão acerca ações inovadoras e atividades profissionais que estejam em concordância com as práticas sustentáveis.

Palestras, laboratórios e minicursos serão realizados de 1 a 5 de outubro, sempre no turno noturno.

 

O evento é uma realização do Colegiado de Sistemas de Informação, e acontecerá nas instalações da FTC de Vitória da Conquista.

Veja mais detalhes da programação no site do evento.